Web Estratégica


Consultoria de Marketing

10 mitos sobre Mídias Sociais

Mídia social é um meio de comunicação destinado à interação social através de técnicas de edição altamente acessíveis. Ela usa a internet e tecnologias baseadas na Web para transformar monólogos em diálogos. Por isso, as mídias sociais apoiam a democratização do conhecimento e da informação, transformando consumidores de conteúdo em produtores de conteúdo.

No entanto, ainda há alguns equívocos em relação às mídias sociais de massa. Por isso, vamos derrubar alguns mitos.

#1 Mídias sociais são para crianças

É verdade que as mídias sociais são mais populares entre crianças e adolescentes, mas a participação de pessoas mais velhas nesse espaço está aumentando rapidamente. Pessoas acima de 35 anos já representam 41% dos visitantes do Facebook. Veja os resultados apontados pelo “TheAppGap” abaixo.

#2 Mídia social é um modismo

A rápida ascensão e popularidade das mídias sociais ainda deixam alguns empresários desconfiados. Mas, as mídias sociais são muito mais do que aparentam ser quando são entendidas. Elas representam uma mudança significativa na comunicação que está entrelaçada ao nosso estilo de vida. Veja o vídeo Socialnomics que derruba completamente esse mito.

#3 Mídia social é grátis

A maioria das ferramentas de mídia social é gratuita, mas não significa que sejam eficazes. Se você quer trabalhar sua marca ou seu negócio na rede, é preciso considerar alguns custos. É o mesmo que acontece com Relações Públicas, Marketing ou Assessoria de Imprensa, para ser notado você precisa construir uma imagem, estimular a interação e criar conteúdo de qualidade, o que resulta em custos. Por isso muitas organizações estão investindo tempo e dinheiro nas mídias sociais.

#4 Por que usar as mídias sociais para compartilhar ideias se eu poderia cobrar por isso?

Já se foi o tempo em que você era “dono” do que produzia. Atualmente, quanto mais você contribui com a comunidade, mais você recebe das mídias sociais. As pessoas reconhecem seu esforço e naturalmente acompanham o que você produz e divulgam sem que você precise pedir.

Pare de monetizar suas ideias nas mídias sociais. Considere o lucro como a cereja do bolo, não como uma prioridade.

#5 Você pode fazer um grande barulho de uma hora pra outra!

Claro que algumas vezes as campanhas de mídias sociais podem produzir resultados substanciais rapidamente. Mas isso só funciona se você já é uma estrela. Para a maioria, é necessário desenvolver uma estratégia e trabalhar duro ao longo de um determinado período para atingir resultados.

No entanto, existem algumas empresas que atingiram o sucesso através do Twitter. Uma delas é a Moonfruit. Em uma promoção relativamente simples, a percepção da marca foi nas alturas com o aumento de 200% no tráfego do site da empresa na Inglaterra e a colossais 1000% nos Estados Unidos. Os consumidores se inscreveram para testar os produtos da empresa, o que gerou um crescimento de 350%.

#6 Se você fizer algo grande, as pessoas vão encontrar

A menos que você seja capaz de direcionar o tráfego para suas mídias sociais, você será como uma árvore no meio de uma floresta onde não é notado. Você precisa de ferramentas para se sobressair como Twitter, Facebook, Flirck, mas nada funciona melhor do que o boca a boca.

#7 Mídia social não exige esforço

Simplesmente criar um blog e escrever sobre coisas que você gosta não o tornará uma autoridade no assunto. É preciso trabalhar duro para fazer funcionar e ter resultado. Ouvir as pessoas, interagir e produzir conteúdo são exemplos desse trabalho.

#8 O retorno de investimento não é claro

O vídeo Socialnomics é suficiente para derrubar esse mito. 

#9 Os funcionários vão perder tempo nas mídias sociais

Uma pesquisa feita pela MIT mostra que 40% da produtividade dos funcionários está fortemente ligada à quantidade de comunicação que eles têm acesso e à informação que eles descobrem, recolhem, compartilham e internalizam. Profissionais com ampla rede digital de networking são 7% mais eficientes que os demais.

#10 As mídias sociais podem substituir o Networking

Se você é bom nas conexões online, mas gagueja ao avistar uma pessoa estranha, você não vai muito longe na rede. Networking envolve interação física, coisa que as mídias sociais não oferecem. As mídias sociais podem complementar o networking, mas não substituí-lo. Para ser um networker bem sucedido use os dois juntos.