Web Estratégica


Consultoria de Marketing

Google produz guia para site mobile ideal

“Toda empresa precisa ter um site mobile”. “Design responsivo não é mais tendência”, que empresa já não ouviu essas frases?

Mesmo com muitos sites adaptados para os dispositivos móveis, ainda existe muita dificuldade de navegação e usabilidade pelo universo mobile. E os usuários reclamam da falta de campos de busca, links muito próximos e difíceis de clicar, excesso de texto, etc…

 Para entender o segredo de um mobile site ideal e saber o que o consumidor quer, o Google realizou, em parceria com o Answer Lab, uma pesquisa com usuários, observando-os por cerca de 120 horas a navegar em seus smartphones.

Sites conhecidos – não revelados – como portais de notícia, blogs e e-commerces – foram visitados pelos usuários, que comentaram a experiência de conversões como compras, assinar lista ou pesquisar alguma coisa.

 A pesquisa resultou em um artigo com os 25 pontos mais importantes na hora de fazer um site para esse canal. Acesse aqui as dicas do Google, em inglês.

Enquanto isso, o FastCompany resumiu quatro tópicos importantes para dar uma ideia do que o documento traz.

 – Destaque o campo de buscas:

As pessoas querem encontrar rapidamente o que vieram procurar no seu site e se não está na página inicial, elas não vão procurar muito. Uma barra de pesquisas das informações do site pode fornecer de forma ágil o que o consumidor quer.

 – Transforme os formatos

Um formato muito grande, seja de texto, de formulário, desencoraja o usuário. No mobile, onde a dificuldade de ver e digitar é maior, mais ainda. Separe em partes menores.

 – Permita aos usuários navegarem anonimamente

Algumas plataformas exigem cadastro para fazer compras, outras chegam a exigir login para navegar no site. A pesquisa apontou que responsabilidades básicas como decidir uma senha deixou os participantes entendiados. A ideia é deixar o usuário navegar e só no momento da compra fazer o cadastro básico para realizar.

 – Simplifique

O dispositivo móvel é sempre mais usado em situações como transporte público, filas, salas de espera, ou na cama. São momentos corriqueiros, rápidos, onde a navegação precisa ser ágil e pode ser interrompida. Um botão de atalho para enviar o link para o próprio e-mail e ler em outro momento pode prevenir que se perca alguém que se interessou mas não pode se prolongar no momento.

 Com informações do Proxxima