Web Estratégica


Consultoria de Marketing

Segmentação do Facebook Ads leva a maior conversão de leads

Não é segredo para ninguém que o Facebook é a maior rede social do mundo. São mais de 90 milhões de brasileiros acessando a plataforma mensalmente.  E é bem provável que seu público esteja entre esses usuários. Mas e aí, você sabe como acertar o alvo diante dessa quantidade imensa de pessoas? A boa notícia é que por meio da segmentação no Facebook Ads você atinge seu público e ainda tem grande potencial para converter em vendas.

A dinâmica é basicamente uma moeda de troca. Veja como funciona o processo: o usuário fica conectado aos amigos e usufrui de todas as possibilidades da rede social, se fornecer e-mail, idade, país, entre outras informações na criação do perfil. E as empresas podem ter acesso a esse extenso banco de dados riquíssimo, se investirem em Facebook Ads. Pronto, simples assim? Não!

Na verdade não é nada simples. Até porque, há mudanças constantes na configuração do Facebook. Enquanto o alcance e engajamento de posts orgânicos têm diminuído a cada dia, a rede social tem se transformado mais e mais em um ambiente de negócios, que só lucra quem inserir dinheiro e souber usar as (incríveis) funcionalidades da plataforma de anúncios.

Ficou curioso em saber como atingir a pessoa que realmente está interessada em seus serviços de forma precisa? Continue nos acompanhando! Vamos mostrar algumas possibilidades e dar dicas importantes para seu sucesso em mais essa ferramenta de marketing digital.

Segmentação

Ao contrário da mídia em sites e portais em que você consegue selecionar apenas a fase da vida da pessoa – crianças/adultos/idosos, por exemplo, no Facebook Ads há filtros de segmentação que conseguem atingir usuários da idade exata que você deseja. Mas não só.

Você pode escolher o sexo (homem ou mulher), localização (país, estado, cidade), gostos e interesses (esportes, hobbies, músicas, livros, filmes, hábitos), relacionamentos (solteiros, namorando, noivos, casados, divorciados), formação (nível escolar, instituição de ensino), dispositivo móvel (IOS, Android, 2G, 3G ou 4G), trabalho (empresa e função), viagens (frequência, lugares, média de gastos – econômica, executiva).  São muitos filtros para atingir exatamente quem se quer.

– Banco de dados

Tem uma lista de e-mails de clientes ou potenciais clientes para os quais envia e-mail marketing? Você pode usá-la na rede social para criar um público personalizado. Por meio dos endereços eletrônicos, o Facebook rastreará os usuários e seu anúncio aparecerá apenas para eles. A lista só precisa estar nas extensões csv ou txt.

Com o banco de dados que possui, é possível ainda criar anúncios segmentados por nomes. Por exemplo, se você tem 400 leads com o nome de Maria, faça uma campanha direcionada apenas para essas 400 pessoas. “Maria, precisa tirar férias? Conheça nosso hotel!” Consegue imaginar como um anúncio desses chamaria a atenção e atiçaria a curiosidade do usuário?

– Retargeting

Outra possibilidade muito bacana do Facebook Ads é o retargeting ou remarketing. Ao escolher a opção “Tráfego do site”, a plataforma vai oferecer um pixel de conversão (trecho de html) para ser instalado no seu site.  A partir daí, pode-se criar um anúncio para atingir apenas as pessoas que já acessaram seu site, ou seja, mostraram muito interesse em seu produto.

– Conteúdo

Como sempre, de nada adianta você dominar as técnicas de segmentação se não souber se comunicar com o seu público. O conteúdo da mensagem deve estar muito bem afinado para que os objetivos sejam alcançados. Não se esqueça do call-to-action.

Novidade

Na última semana de fevereiro, o Facebook lançou o aplicativo Ads Manager, que permite criar, organizar, editar e consultar os anúncios de qualquer lugar. Por enquanto, a versão mobile está disponível apenas para IOS e nos Estados Unidos, mas em poucas semanas chega em outros países. Dispositivos Androids devem receber a novidade ainda este ano.