Web Estratégica


Consultoria de Marketing

Google Pigeon, o algoritmo das buscas locais

O Pigeon (pombo, em inglês) é um novo algoritmo para o Google criado em 2014 e que está, lentamente, “mudando a cara” de vários resultados orgânicos. Basicamente, ele é focado em fornecer resultados mais locais aos usuários, tornando-se uma fonte de informações de serviços próximos à você fixados no topo da SERP.

O algoritmo dá aos usuários resultados da localização das empresas locais sempre em relação à sua localização atual, com comentários, fotos, preços e distância, todos disponível para comparação lado-a-lado. É fácil ver como o Google Pigeon surge, ao mesmo tempo que palavras-chave de long-tail começam a ter mais relevância, ambos os quais podem ser explicados pela explosão de busca móvel. Como usuários móveis cada vez mais usam a tecnologia de voz ativada para pesquisa no buscador, o Google tem respondido com atualizações em algoritmos (palavras-chave de long-tail são mais focados pelo Google Penguin). Google Pigeon

Por exemplo, se o usuário está pedindo “um restaurante mexicano perto de mim”, o Google Pigeon fornece uma lista e o intervalo de restaurantes mexicanos na área do usuário. Para 2015, meu palpite é que continuará a ser refinado e implementado, não apenas para consultas Inglês (seu status atual), mas também outras línguas.

 

Cadastre-se para receber novos artigos


O que significa para as empresas locais?

Chris Marentis (do Search Engine People) disse que o Google Pigeon deve ser visto pelas pequenas e médias empresas como “uma mão amiga” que permite que eles sejam capazes de aparecer tanto quanto (ou mais que) os concorrentes nacionais. Um exemplo disso já foi a mudança feita em pesquisas realizadas por usuários nos EUA: de agosto em diante, pequenas empresas foram beneficiadas em uma base local, ajudando-os ao aparecer mais e disputar concorrências com marcas maiores. Se você ainda não fez isso, é essencial que agora começar a pensar sobre o seu negócio como “hiper-localizada” e realizar uma estratégia SEO local eficaz. Isso permitirá que sua empresa pode ser encontrada via Pigeon por todos os clientes locais em potencial.

Pigeon e localização: o motivo para a escolha do pombo

Agora é tão importante para a sua atividade, a hiper-localização na web e, em seguida, implementar uma estratégia SEO que é altamente local. Isto tornou-se cada vez mais necessário nos últimos cinco anos, como a demanda por informações específicas do local na web se espalhou como fogo, graças a pesquisas na web móvel.

Google centrou-se em encontrar a forma mais adequada de fornecer um serviço útil para o usuário final: o objetivo da pesquisa é retornar resultados úteis imediatamente para o usuário. Antes do Pigeon, os resultados de pesquisa nos EUA e Itália estavam invariavelmente lotados com informações que tinham dentre estas 2 características:

  • – Uma palavra-chave incluída no nome do domínio. Muitas empresas ainda colocam uma palavra-chave no seu nome de domínio, mas com Pigeon esta prática obsoleta de SEO já não será relevante. Independentemente do nome, a empresa agora pode demonstrar sua autoridade no seu setor;
  • – Uma rede de sites relacionados com a mesma empresa: esta é uma estratégia utilizada principalmente por grandes marcas. Os produtos para venda são os mesmos em todos os sites e o conteúdo é idêntico: apenas o nome de cidade é alterado no domínio. Esses sites são suscetíveis de ser penalizado pelo Pigeon (e seu irmão Panda). Estas SERPs, muitas vezes inúteis para o usuário final, será rebaixado pelo “pombo” em favor de empresas que na verdade estão localizadas na área de pesquisa de usuários. Embora estas empresas são menores, eles serão mais prontamente disponíveis para as pessoas nas proximidades.

Preparando-se para “a aterragem” do Pigeon

Matt Cutts disse que Pigeon, ativo no momento apenas nos EUA, em breve será lançado no BRasil, embora ele não tenha confirmado quando ainda. Não há nada para se preocupar, se você seguir algumas dicas aplicáveis a todas as empresas:

  • – Usar uma página para empresa no Google+: uma conta na rede social pode ser indexada em uma lista do buscador como atividades locais (escolha o setor mais apropriado);
  • – Tenha um número de telefone fixo: evite o uso de telefones móveis em seu perfil. Um telefone fixo irá garantir que o buscador coincida com o prefixo numérico da sua localização;
  • – Verifique novamente todos os diretórios locais: certifique-se que em todos os diretórios de localização, como o nome, endereço e telefone sejam os mesmos que aqueles no seu site oficial e no Google+;
  • – Incentivar os comentários e observações: certifique-se de que seus clientes satisfeitos deixem observações e comentários positivos sobre o seu negócio;
  • – Title Tag e cidades: estes dois elementos devem sempre andam de mãos dadas. Digite um tag de título para cada cidade.

Aguardando o Pigeon…

Enquanto você espera pelo Pigeon, especialistas de SEO devem começar a pensar local. E claro, verifique-se que a sua estratégia continue a produzir textos de qualidade que atendam a todos os recursos necessários por uma busca orgânica.