Web Estratégica


Consultoria de Marketing

SEO para e-commerce: dicas avançadas

O último post foi sobre dicas de SEO para e-commerce e prometemos dicas mais avançadas para e-commerces que querem melhorar seu posicionamento. Acompanhe.

 – Meta Descrições

Meta description de páginas faz toda diferença quando o site aparece no Google, já que os sites aparecem com o título destacado e essa descrição curta logo abaixo. Por isso, a dica é incluir um título para a home do site e uma descrição objetiva e convincente do que a empresa oferece nos 200 caracteres disponíveis, ou então, um call to action chamativo. O título na busca por produtos deve ser otimizado e vendedor para atrair o usuário.

– Otimização das páginas de produtos

Analise as palavras-chave buscadas pelos usuários. Ainda é possível fazer isso através do Google Adwords. As palavras-chave são importantes para identificar o que os clientes estão buscando. Note também a sazonalidade de alguns produtos de acordo com épocas do ano, como estações climáticas (roupas de inverno e de verão, por exemplo), mundiais esportivos, datas comemorativas e tudo que possa dizer respeito ao seu nicho de atuação.

 -Títulos no corpo da página (page headers)

 Os títulos no corpo da página variam do h1 ao h6 e sinalizam aos motores de busca quais conteúdos da página são mais importantes. É indicado incluir alguns títulos com palavra-chave e variações, para mostrar ao Google o que é mais relevante.

 – Mapa do site (sitemap)

Um mapa do site com links para todas as páginas ajuda os buscadores a lerem o site e pode indicar quais páginas são mais ou menos relevantes, além de indexar mais rapidamente.

 – URLS amigáveis

É melhor para o usuário e é melhor para o posicionamento da página no Google.  Urls amigáveis são mais facilmente localizadas, mais bonitas e funcionais.

Vamos supor que um consumidor esteja procurando por uma geladeira e clica em um site de e-commerce. Qual dessas duas parece melhor?

http://e-commerce.com.br/prod.php?id=45621/

http://e-commerce.com.br/eletrodomesticos/geladeira/pagina-2/

Obviamente a segunda Url é muito mais fácil de compreender, pelos robôs do Google e pelos usuários. O mesmo para Urls mais curtas, com menos pastas (/) de hierarquização.

 – Vídeos no YouTube

Um canal no YouTube para o e-commerce é positivo e se for possível com conteúdo original em bons vídeos, a empresa só tem a ganhar. O YouTube é a segunda ferramenta de busca mais utilizada no mundo e os usuários adoram vídeos. O Google também rankeia positivamente.

Usuários gostam de conteúdo sobre os produtos, sobre como usar, que aplicações são possíveis e todo tipo de soluções que resolvam suas necessidades. Os vídeos não precisam ser longos para dar resultado.

 – Caminhos claros para o usuário

Os usuários levam muito pouco tempo para decidir se vão permanecer em uma página. Isso significa que em poucos segundos o usuário decide se encontrou ou não o que buscava, se a página demora para carregar e ele não quer esperar ou se a página está muito poluída, difícil de entender e, se não estiver satisfeito, fecha a aba e parte para outra busca.

O Google interpreta isso como um sinal de que o site é fraco e por isso ele pode cair de posicionamento.

Para melhor rankeamento, mais conversão e melhor experiência do usuário, o ideal é fornecer caminhos claros, intuitivos e com call to actions eficientes, além de design claro e fácil navegação. Afinal, se for “difícil” comprar do seu site, porque alguém compraria?

 – Acesso mobile

Um relatório da ComScore mostrou que o comércio eletrônico mobile está crescendo duas vezes mais rápido que o comércio eletrônico tradicional. O Brasil é o país onde 30% da população não tem saneamento básico, mas existem dois celulares para cada habitante. E a importância do mobile por aqui só tende a crescer. A adaptação do site os dispositivos móveis é mais uma oportunidade de captar o impulso de compra.

 – Landing Page especial

Fazer uma Landing Page especial para promoções, datas comemorativas, marcas específicas e outros também é positivo. Facilita a busca do usuário por algo específico e fornece mais links para a página.

– Sistema de recuperação de carrinho

Implantar o sistema de recuperação de carrinho, que é quando você acessa os dados do usuário que observou os produtos, colocou no carrinho e não comprou, você pode aumentar as chances de conversão, enviando e-mails com ofertas, fazendo remarketing e conhecendo o perfil do usuário, para disponibilizar uma busca personalizada se for o caso. Essa não é uma dica específica de SEO que impacta diretamente o posicionamento no Google, mas está aqui porque aumenta muito as chances de conversão.

 Para resumir, uma experiência baseada na necessidade do usuário será sempre vantajosa para o Google. Conhece alguma dica que não está nos nossos posts? Escreva para nós.