Web Estratégica


Consultoria de Marketing

SEO para E-commerce

Search Engine Optimization (SEO) é um conjunto de táticas e técnicas para melhorar a posição de um site nos buscadores, e principalmente no Google, onde são realizadas cerca de 90% das buscas no Brasil. Quanto melhor sua posição no Google, maior o tráfego de visitantes. Com mais visitantes, aumentam as chances de vendas.

Segundo pesquisa divulgada pela Serasa Experian (Hitwise) o gigante de buscas Google é o mais importante buscador nacional, seguido pelo Bing (4,48% das buscas realizadas) e Ask Brasil (com 2,69%). Só por esse dado já dá pra ver o quanto é importante investir em buscadores.

A pesquisa indica a relevância do Google dentro do país, ou seja, quando alguém está interessado em comprar um “tênis de corrida”, por exemplo, através de uma loja virtual, provavelmente vai digitar no buscador “tênis de corrida” para procurar o melhor resultado de acordo com sua preferência e custo-benefício. E como o Google é o buscador mais utilizado, qualquer e-commerce se sairia melhor em destaque na busca orgânica.

Segundo os dados da mesma instituição, cerca de 35% do tráfego do e-commerce brasileiro vem dos buscadores. Pesquisa de junho de 2013 indica que a participação de search na conversão total é de 33%. Os dados efetivos da pesquisa revelaram que o search, investimentos em sites buscadores, é o principal responsável pela ampliação de clientes nas lojas virtuais.

Segundo outra pesquisa, divulgada pela Júpiter Research, 36% dos usuários americanos associam as marcas que aparecem na primeira posição dos resultados da busca orgânica como sendo a empresa líder de seu segmento de mercado.

O que todos esses dados significam?

Que estar bem posicionado nos buscadores e com um site otimizado pode aumentar o número de visitantes e conversões em vendas.

Para se destacar no buscador e obter mais tráfego orgânico é preciso investir em formas de se adequar à ferramenta de pesquisa. São ações que os visitantes não percebem – a não ser pela melhora do conteúdo e navegabilidade – mas que o algoritmo de leitura do Google rastreia e classifica facilmente na hora de posicionar o site nas buscas.

Esses foram apenas dois exemplos. Com uma gestão direcionada de SEO é possível fazer muito mais, mesmo que o site já esteja há anos no mercado.

O Google tende a posicionar melhor os sites com bastante conteúdo – sem erros de português, duplicados e palavras-chave excessivamente repetidas, ou seja, bom texto – e com links que direcionem para esse site, que são vistos como sinônimo de referências.

Fazer link building, ou seja, conseguir links continua sendo importante, mas somente se os links forem provindos de sites bem rankeados e totalmente contextualizados no assunto. Ganhar links, ou, Link Earning, é difícil, mas possível com conteúdo e produtos superiores.

 Somente conseguir bons links não será suficiente para melhorar o posicionamento do site. É preciso se utilizar das ferramentas do próprio Google e descobrir melhores formas de posicionar o site no tráfego orgânico, através das preferências dos usuários.

O melhor SEO é o que tem como prioridade o visitante do site. O mais importante agora é os usuário.

Um site construído e mantido com uma navegação facilitada, conteúdo e imagens de qualidade será bom para o usuário e será bom para o Google.

O SEO não morreu, só mudou. E ficou menos técnico.

O algoritmo de buscas do Google mudou, além de outras mudanças graduais que o buscador está realizando, como o 100% “not provided”.

Para conquistar tráfego, priorize o usuário com conteúdo e facilidade de navegação. Essas características também serão detectadas pelo buscador.

Conteúdo relevante traz autoridade perante o consumidor e faz com que se ganhe links de graça.

No Brasil, o comércio eletrônico cresceu 24% somente no primeiro semestre de 2013, e deve crescer ainda mais até o fim do ano, segundo o estudo WebShoppers.

Esse crescimento natural também faz com que a concorrência aumente. Para se diferenciar nesse campo, conteúdo (descrição do produto, resenhas), bom posicionamento no Google e site com fácil navegação se tornam diferenciais para o seu consumidor.

Há outros direcionamentos possíveis quando se conhece os sistema de buscas e as possibilidades de otimização on-page, como a criação de páginas exclusivas para buscas estratégias.

Isso significa que em épocas sazonais de grandes vendas, como Black Friday, Natal, Dia das Mães, Páscoa, etc. é possível construir páginas específicas que reúnam categorias de presentes, com uma landing page que não perde relevância depois da data, mas permanece rankeada ao longo do tempo, já que presentes não são comprados apenas no Natal, por exemplo. O mesmo pode ser feito para visitantes que se interessam por uma marca específica de produtos, atraindo todos os consumidores que buscam esse tipo de produto para uma página direcionada: bom para as suas vendas e bom para os clientes que tem uma busca mais direcionada.

Uma gestão direcionada de SEO pode fazer um estudo do comportamento das pessoas no site para determinar ações mais promissoras para o cliente, analisando os leads qualificados e páginas do site, assim como um estudo dos concorrentes. Entre em contato para saber mais sobre o que o SEO pode fazer pelo seu site.